quarta-feira, 15 de outubro de 2008

.recordações.

Recordo-me ainda de ti. Recordo-me do nosso amor esdrúxulo como gostava de lhe chamar. Dizias que não soava bem, preferias chamar-lhe miami. Parecia-te uma palavra mais simples como quem diz "olá".
Gostavas de um café forte de manhã quando acordavas, com aquele sorriso a rastejar. Beijavas-me, dizias "bom dia" e eu ficava para ali dispersa entre a tua saliva e o meu coração sangue vivo.

1 comentário:

shampo decapante disse...

Obrigado, não conhecia as palavras do Mário Cesariny. Agora já conheço algo de muito pouco...